Publicidade
Publicidade

Zagueiro da seleção argentina é indiciado por agressão

Marcos Rojo, do Sporting, é acusado de agredir dois vizinhos em 2010

O zagueiro Marcos Rojo, um dos 30 pré-convocados da seleção argentina para a Copa do Mundo, foi indiciado na última terça-feira por uma suposta agressão ocorrida em 2010, segundo informa o portal argentino Diagonales. O atleta, que defende o Sporting de Portugal, foi convocado a depor assim que desembarcou em solo argentino. Ele é acusado de agredir dois vizinhos no dia 7 de novembro de 2010, em sua casa na cidade de La Plata, capital da província de Buenos Aires.

Publicidade

Leia também:

Daniel Alves diz que sonha com Brasil x Argentina

Quarentão colombiano lidera a equipe dos ´vovôs´ do Mundial

Bola da Copa utiliza material tóxico, acusa Greenpeace

Segundo os argumentos da acusação, Rojo se envolveu em uma briga com um dos vizinhos, Juan Pablo Gómez, a quem deu uma garrafada na cabeça e causou lesões no rosto, corpo e antebraço. Em seguida, o jogador atacou Juan Pedro Céliz, que tentava ajudar a vítima. Algumas testemunhas também informaram que o jogador atropelou as vítimas com um carro após a briga. Rojo era esperado pela Justiça da Argentina desde novembro de 2013, quando o juiz o chamou para depor pela primeira vez.

O atleta, porém, alegou trabalhar em Portugal e, com isso, conseguiu adiar seu comparecimento. O advogado de Rojo, Gustavo Galasso, disse que irá pedir novamente o adiamento do ato processual e afirmou que as supostas vítimas estariam pedindo altas quantias em dinheiro para desistir do caso. Se condenado, Rojo poderia pegar de um mês a um ano de prisão, de acordo com as leis de seu país. Com propostas do Manchester United, o zagueiro (ou lateral-esquerdo, pois já atuou várias vezes na posição) é um dos jovens atletas que podem se destacar nesta Copa do Mundo.

Publicidade

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade

Publicidade