Publicidade
Publicidade

As melhores e piores comidas de estádio

Perfil britânico 'Footy Scran' faz sucesso nas redes sociais ao exibir as mais diversas iguarias em jogos de futebol; arenas brasileiras são destaque

Que torcedor que se preze não aprecia uma boa comida de estádio? Seja com sanduíche de pernil, pizza, hambúrguer, amendoim ou acarajé, se alimentar antes, durante ou depois da euforia nas arquibancadas é parte da tradição do futebol. Nem sempre, porém, as refeições são as mais agradáveis. A Footy Scran, uma página criada no Reino Unido faz grande sucesso nas redes sociais ao exibir o melhor e o pior que a gastronomia boleira tem a oferecer.

Publicidade

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca

A página criada pelo britânico Tom Sibley tem mais de 390.000 seguidores no Twitter. Todos os dias, as iguarias mundo afora são documentadas, com seus devidos preços e avaliações dos usuários da rede social. Ao site Goal, Sibley contou que foi um prato do time de sua terra natal o responsável pelo ‘start’ em seu projeto. “O que me fez começar em primeiro lugar foi a foto de Merthyr Town das batatas fritas, salsichas e molho curry em uma espiga. Chamou minha atenção imediatamente, como fez para muitas pessoas.”

O sucesso não foi imediato. Como a Footy Scran teve início em 2020, durante o auge da pandemia, com estádios fechados mundo afora, a interação necessária com os usuários oara que o conteúdo se mantivesse atualizado ficou prejudicada. Sibley chegou a fechar a página, mas quando a bola voltou a rolar, a página foi retomada e decolou, seja com postagens sobre os preços exorbitantes nos estádios dos principais clubes do país (uma porção de batata frita no estádio do Manchester City custa o equivalente a 50 reais) ou trapalhadas como o hamburguer queimado do Leeds United, que tem quase 30.000 curtidas.

Publicidade

Os representantes brasileiros

O futebol brasileiro, claro, não poderia ficar de fora. Iguarias do país tem se tornado cada vez mais frequentas nos perfis do Footy Scran, com destaque para o consagrado “Tropeiro do Mineirão”, em Belo Horizonte, o acarajé do Barradão, em Salvador, e até mesmo o pastel de carne do Moisés Lucarelli, em Campinas.

A gastronomia de nossos vizinhos também é exaltada. Destaque para os sorvetes de chocolate na casa do Independiente de Medellin, na Colômbia, e para as “chipas”, as rosquinhas vendidas nos jogos do Olimpia, no Paraguai.

Gororobas pelo mundo

Ainda que Tom Sibley garanta que o objetivo da página é valorizar a cultura de cada país e promover as melhores e mais criativas refeições servidas durante partidas de futebol, são mesmo as gafes e gororobas que geram maior engajamento à página. As reclamações mais comuns são em relação às comidas servidas frias.

Publicidade

A liga americana costuma ter tratamento especial na Footy Scran, sobretudo por sua obsessão por misturar doce e salgado, como no inacreditável sorvete de nachos na casa do Chicago Fire. O spaghetti com almôndegas dentro de um sanduíche no estádio do San Diego Loyal também causou surpresa.

Torcedor do Wolverhampton, Sibley diz que se sente orgulhoso por espalhar a cultura gastronômicas dos estádios e gerar tamanha interação com seus seguidores, que lhe enviam dezenas de sugestões por dia. “Há uma variedade tão boa de comida no futebol em todo o mundo e estou feliz por ter a plataforma para compartilhá-la.”

Com quase dois anos de experiência gerindo a página, ele considera que as refeições mais suculentas estão nas partidas de menor apelo. “Creio que a comida nos campos de futebol tenha uma má reputação porque geralmente é ruim e superfaturada nas ligas mais altas”, diz. “As empresas têm que fazer comida para milhares e milhares de pessoas, então eles fazem da maneira mais rápida e barata possível, o que significa que nunca é tão bom.  E muitas vezes eles sabem que, por pior que seja, as pessoas sempre comprarão comida, então tanto faz.”

“Por outro lado, é por isso que o padrão de comida é muito melhor fora das grandes ligas, já que eles lidam com muito menos fãs e podem testar coisas diferentes”, completa. A página conta com os mais variados pratos, de diversas partes do mundo. Confira uma seleção abaixo:

Publicidade