Publicidade
Publicidade

Vasco recebe parte do aporte da 777 e deve quitar dívidas de contratações

Em delicada situação dentro e fora de campo, clube aguardava aporte por parte de investidora da SAF

O Vasco vive semana conturbada fora do campo, pois o clube não recebeu o aporte de 120 milhões de reais da 777 Partners que estava no contrato da SAF. No entanto, a empresa depositou parte do valor (36 milhões de reais) para o Cruzmaltino na noite da última quinta-feira, 5.

Publicidade

A diretoria carioca vai iniciar os pagamentos aos credores. Os primeiros que devem receber são Lille, da França, o Nacional, do Uruguai, e o Atlético Tucumán, da Argentina, pelas contratações de Léo Jardim, Puma Rodríguez e Manuel Capasso, respectivamente.

A falta de pagamento a estes times fizeram o Vasco sofrer um transfer ban da Fifa, punição em que o clube não pode registrar contratos de novos jogadores. No entanto, ela será encerrada assim que os cariocas depositarem o dinheiro.

Publicidade

O Vasco agora espera o restante do aporte, que deveria ter sido feito ainda em setembro. O dinheiro vai servir para o clube finalizar a temporada sem mais problemas financeiros e já se planejar para a temporada 2024.

Publicidade