Publicidade
Publicidade

‘Os espanhóis têm que estar tranquilos’, diz Nalbandian

Sevilha, 3 dez (EFE).- O tenista David Nalbandian, que junto com Eduardo Schwank, deu neste sábado o primeiro ponto para a Argentina na decisão da Copa Davis ao vencer a partida de duplas contra os espanhóis Feliciano López e Fernando Verdasco, considerou que os adversários não têm motivos para se preocupar. ‘Foi um dia bom […]

Sevilha, 3 dez (EFE).- O tenista David Nalbandian, que junto com Eduardo Schwank, deu neste sábado o primeiro ponto para a Argentina na decisão da Copa Davis ao vencer a partida de duplas contra os espanhóis Feliciano López e Fernando Verdasco, considerou que os adversários não têm motivos para se preocupar.

Publicidade

‘Foi um dia bom para nós, mas a série segue boa para a Espanha, que tem dois jogadores de nível muito alto para as partidas de simples. Os espanhóis têm que estar tranquilos porque têm uma equipe muito, muito boa’, comentou Nalbandian após o triunfo por 3 sets a 0, com parciais de 6-4, 6-2 e 6-3.

O tenista de 29 anos, que voltou a competir depois de quase dois meses afastado das quadras por conta de uma distensão muscular, destacou que o problema não o incomodou durante o jogo.

Publicidade

‘Apesar de ter ficado muito tempo sem jogar, me senti muito bem. Fomos muito sólidos, concentrados, e erramos pouco. Isso nos deu tranquilidade e a possibilidade de no soltarmos mais’, declarou o argentino, que pode substituir Juan Mónaco na última partida de simples neste domingo, contra David Ferrer.

‘Gostaria de jogar os cinco pontos, mas o regulamento não deixa’, ironizou.

Parceiro de Nalbandian no triunfo deste sábado, Schwank comemorou o resultado e se mostrou esperançoso quanto às chances de virada no confronto.

‘Estou feliz com a vitória. Tomara que no domingo ocorra um ‘milagrinho’ e possamos ganhar a Copa Davis’, afirmou. EFE

Publicidade
Continua após a publicidade

Publicidade