Publicidade
Publicidade

Cortez rechaça pressão no clássico e mira: ‘será um jogo gostoso’

Ao contrário de jogadores como Jadson e Luis Fabiano, que veem o time do São Paulo mais pressionado após o título do Palmeiras na Copa do Brasil, Cortez rechaça qualquer tipo de pressão para o clássico do próximo domingo, na Arena Barueri, e também na temporada 2012, por conquistas. ‘Pressão não tem. Temos que focar […]

Ao contrário de jogadores como Jadson e Luis Fabiano, que veem o time do São Paulo mais pressionado após o título do Palmeiras na Copa do Brasil, Cortez rechaça qualquer tipo de pressão para o clássico do próximo domingo, na Arena Barueri, e também na temporada 2012, por conquistas.

Publicidade

‘Pressão não tem. Temos que focar no nosso objetivo, que é conquistar um titulo esse ano, mas sem pressão’, resume o ala, que também não espera o adversário excessivamente empolgado para o duelo válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro: ‘Acaba se tornando um jogo mais gostoso, eles estão vindo de uma conquista e nós em busca de uma. É focar no nosso trabalho para sair com bom resultado no domingo’.Em quinto lugar na tabela de classificação do Brasileiro, o São Paulo traçou como objetivo a permanência entre os quatro primeiros da competição – condição que dá vaga na Libertadores de 2013. Neste domingo, às 18h30 (de Brasília), tenta retomar a quarta posição diante do Palmeiras, novo campeão da Copa do Brasil, e que provavelmente terá reservas em campo.

‘Os títulos (de Santos, no Paulista, Corinthians, na Libertadores, e Palmeiras, da Copa do Brasil) dão uma motivação a mais para a gente buscar o título esse ano para dar tranquilidade e fortalecer o grupo. Para o grupo ser reconhecido ele tem que conquistar título e é atrás disso que estamos. Começamos bem no Brasileiro, mas tem que ter tranquilidade na sequência’, discursou o lateral esquerdo após o treino desta quinta-feira.

Publicidade

Se o último apronto de Ney Franco for colocado em prática, o São Paulo está praticamente definido para Choque-Rei de domingo: Dênis; Douglas, Rafael Toloi (João Filipe), Rhodolfo e Cortez; Denílson, Casemiro (Maicon), Cícero e Jadson; Osvaldo e Luis Fabiano.

Continua após a publicidade

Publicidade