Publicidade
Publicidade

Com Ribery em alta, Bayern vence e retoma a ponta do Alemão

Berlim, 3 dez (EFE).- O Bayern de Munique afastou neste sábado qualquer possibilidade de crise ao golear o Werder Bremen por 4 a 1 na Allianz Arena, com grande exibição do mês francês Frank Ribery, e reassumir a liderança do Campeonato Alemão, graças também ao empate em 1 a 1 no confronto entre o Borussia […]

Berlim, 3 dez (EFE).- O Bayern de Munique afastou neste sábado qualquer possibilidade de crise ao golear o Werder Bremen por 4 a 1 na Allianz Arena, com grande exibição do mês francês Frank Ribery, e reassumir a liderança do Campeonato Alemão, graças também ao empate em 1 a 1 no confronto entre o Borussia Mönchengladbach e o Borussia Dortmund.

Publicidade

Ribery marcou dois gols e sofreu um pênalti ao ser empurrado dentro da área quando tinha boas chances de fazer mais, tornando-se assim a chave do triunfo do time dirigido pelo técnico Jupp Heynckes. Quem também balançou a rede duas vezes foi o holandês Arjen Robben, ambas em cobranças de pênalti.

O Bayern vinha de duas derrotas seguidas, que o derrubaram do topo da tabela, e a imprensa alemã cogitou a possibilidade de Heynckes mexer na estrutura do time. No entanto, o treinador deu um voto de confiança a seus comandados e repetiu a formação da derrota por 3 a 2 para o Mainz 05 na semana passada.

Publicidade

O que mudou foi a postura dos atletas. A equipe da casa pressionou a saída de bola do Werder e, quando tinha a bola, trocava passes esperando uma brecha no sistema defensivo adversário.

O primeiro gol foi marcado aos 23 minutos do primeiro tempo, em um contra-ataque. Após cobrança de falta do time visitante, a sobra ficou com David Alaba, que tocou no meio para Ribery finalizar sem dificuldades.

Continua após a publicidade

Mesmo jogando melhor, o Bayern sofreu o empate, aos sete minutos da etapa final. Pizarro acionou Rosenborg, que não desperdiçou a chance. Heynckes então reagiu e fez uma mudança claramente ofensiva, substituindo Alaba por Robben.

Publicidade

Desde que se recuperou de um problema na virilha, o meia-atacante holandês tinha disputado duas partidas completas, a último contra o Borussia Dortmund, e ficou claro que ele não estava em plena forma. Neste sábado, ao contrário, contribuiu para fortalecer a linha ofensiva até fazer 2 a 1, aos 24 minutos, batendo pênalti sofrido por Thomas Müller.

Oito minutos depois, o artilheiro Mario Gómez, que desta vez passou em branco, serviu Ribery, que fez o terceiro. O quarto também saiu em penalidade convertida por Robben, aos 38.

O Bayern soma agora 31 pontos no Alemão, um a mais que os Borussias. Em Mönchengladbach, o Dortmund não conseguiu se manter na liderança e teve que se conformar com um empate depois de ter estado em vantagem durante boa parte do clássico. Lewandowski, de cabeça, fez 1 a 0 para o time dos brasileiros Felipe Santana e Antonio da Silva, aos 40 minutos do primeiro tempo.

O Gladbach, que não pôde contar com sua principal estrela, o meia-atacante Marco Reus, machucado, empatou aos 27 da segunda etapa, com gol de Mike Hanke.

O único gol de um atleta brasileiro na 15ª rodada até agora foi marcado pelo meia Raffael, do Hertha Berlim, no 1 a 1 fora de casa com o Kaiserslautern. Com a vitória, a equipe da capital subiu para a nona posição, com 19 pontos. EFE

Continua após a publicidade

Publicidade