Publicidade
Publicidade

Libertadores: Atlético-MG vence com gol de Pratto e lidera grupo

Equipe brasileira derrotou o Independiente del Valle e chegou ao segundo triunfo em dois jogos na competição. Partida teve a estreia de Robinho, que entrou no segundo tempo

Com gol de Lucas Pratto logo no início do jogo, o Atlético-MG derrotou o equatoriano Independiente del Valle por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, em Belo Horizonte, e conseguiu sua segunda vitória em dois jogos na Libertadores 2016. O resultado deixa o time mineiro na liderança do Grupo 5, com 6 pontos.

Publicidade

Apesar da vitória, o Atlético-MG teve uma atuação irregular diante de sua torcida no Estádio Independência. Mesmo dominando boa parte do jogo, principalmente no primeiro tempo, a equipe do técnico Diego Aguirre não teve capacidade de decidir o placar e correu o risco de levar o empate na segunda etapa.

A partida teve a estreia de Robinho, a grande contratação do Atlético-MG na temporada, que entrou no meio do segundo tempo e teve atuação discreta. Outro estreante foi o meia equatoriano Juan Cazares. O jovem de 23 anos se movimentou bem e empolgou os torcedores – alguns deles chegaram até a chamar o técnico de “burro” quando ele substituiu o meia pelo astro Robinho.

Publicidade

O jogo – Apesar da expectativa para a estreia de Robinho, o ex-santista começou o jogo no banco e Aguirre escalou o setor ofensivo com Luan, Cazares, Patric e Pratto. E para festa dos mais de 20 mil atleticanos no Horto, o time da casa abriu o placar logo aos 3 minutos. Marcos Rocha cruzou na medida para Pratto e o argentino chutou de primeira. A bola ainda bateu no goleiro Azcona, mas entrou de mansinho no gol.

Aos 12, o novato Cazares mostrou o cartão de visitas ao conduzir a bola no ataque e bater com força no canto de Azcona, que foi buscar. A pressão atleticana continuava e, aos 16, o zagueiro do Independente del Valle tirou a bola em cima da linha após tentativa de Douglas Santos. Em sua primeira chance, o time visitante parou em Victor, que saiu bem do gol e abafou o chute de Cabezas.

No segundo tempo, o panorama foi outro. Sem a mesma efetividade no ataque, o Atlético-MG viu a equipe adversária se soltar e exigir boas defesas de Victor. Robinho entrou aos 19 minutos, mas não mudou a partida. Mesmo irregular, e apesar do nervosismo, o time mineiro conseguiu segurar o resultado até o fim e confirmar a importante vitória em casa.

Publicidade

O Atlético-MG volta a jogar pela Libertadores em 10 de março, contra o chileno Colo Colo, no Estádio Monumental, em Santiago.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade

Publicidade