Publicidade
Publicidade

Clubes denunciam máfia de apostas em séries inferiores do Paulistão

Segundo o jornal ‘Folha de S. Paulo’, equipes envolvidas relatam “operação 4 a 0” para entregar resultados, mas negam ter aceitado as propostas de suborno

Ao menos cinco clubes que disputam divisões inferiores do Campeonato Paulista receberam propostas para perder em troca de dinheiro, revelou nesta quarta-feira o jornal Folha de S. Paulo. Todos as equipes envolvidas negam ter aceitado o suborno, que teria sido proposto por apostadores estrangeiros.

Publicidade

No sábado, uma reportagem do Diário de S. Paulo revelou que dois atletas do Grêmio Barueri disseram ter recebido uma proposta para perder a partida contra o Rio Preto, em fevereiro, pela Séria A3 (terceira divisão) do Paulistão. Nesta quarta, a Folha revelou que outros clubes receberam propostas semelhantes de manipulação de resultados.

Dirigentes do EC São José, de São José dos Campos, e do Grêmio Catanduvense, de Catanduva, ambos da Séria A3, relataram a chamada “Operação 4 a 0”. Ambos dizem ter sido procurados por um representante de apostadores online – não se sabe se trata-se da mesma pessoa – que lhes ofereceu 50.000 reais em troca de derrotas por 4 a 0 para Comercial e Atibaia, respectivamente.

Publicidade

O jornal revela ainda que o Assisense e o América de Rio Preto receberam propostas de suborno semelhantes, na quarta divisão, em 2015. A Federação Paulista de Futebol (FPF) disse ter contratado uma empresa especializada para investigar os casos e prometeu encaminhar as denúncias ao Minsitério Público e à Justiça Desportiva.

(da redação)

Continua após a publicidade

Publicidade