Publicidade
Publicidade

Argentina vence duplas e se mantém viva na Copa Davis

A dupla argentina formada por David Nalbandian e Eduardo Schwank derrotou com autoridade os espanhóis Fernando Verdasco e Feliciano López em três sets, com parciais de 6-4, 6-2, 6-3, mantendo vivas as chances de título dos ‘Hermanos’ na decisão da Copa Davis, neste sábado em Sevilha. Com este triunfo argentino, o placar do confronto está […]

A dupla argentina formada por David Nalbandian e Eduardo Schwank derrotou com autoridade os espanhóis Fernando Verdasco e Feliciano López em três sets, com parciais de 6-4, 6-2, 6-3, mantendo vivas as chances de título dos ‘Hermanos’ na decisão da Copa Davis, neste sábado em Sevilha.

Publicidade

Com este triunfo argentino, o placar do confronto está em 2 a 1 a favor da anfitriã Espanha, que venceu as duas partidas de simples na sexta-feira.

Nadal superou com facilidade Juan Mónaco por 6-1, 6-1 e 6-2 e David Ferrer suou para derrotar Juan Martín Del Potro em cinco sets, com parciais de 6-2, 6-7 (2/7), 3-6, 6-4 e 6-3.

Publicidade

O título será decidido neste domingo nos dois últimos jogos de simples.

Neste sábado, os argentinos dominaram toda a partida, que durou apenas duas horas.

Nalbandian e Schwank não deixaram a menor chance para seus adversários graças a uma ótima atuação no saque.

Continua após a publicidade

“Precisávamos da vitória e fizemos uma grande partida, praticamente não cometemos erros. Eles não quebraram o nosso serviço uma vez sequer. Sabemos que será difícil amanhã (domingo) mas ainda temos esperança “, declarou Nalbandian, de 29 anos, após a partida.

O veterano foi o grande nome do jogo, a tal ponto que o capitão argentino Tito Vasquez cogita usá-lo numa das partidas de simples.

Ele poderá substituir Del Potro na primeira contra Nadal ou Mónaco na segunda contra Ferrer.

Já os espanhóis voltaram a mostrar que não são eficientes nas duplas, como aconteceu na semifinal contra a França, quando López e Verdasco também perderam em três sets, por 6-1, 6-2 e 6-0, para Jo-Wilfried Tsonga e Mickael Llodra.

Publicidade

“Há dias em que nada dá certo e hoje foi o caso”, lamentou Verdasco.

Após um primeiro set bastante equilibrado, os argentinos abriram 4 a 0 no segundo, que fecharam em 6-2.

No terceiro, Nalbandian foi impecável, encontrando os melhores ângulos na suas bolas cruzadas. Com 5 a 3 a seu favor, os ‘Hermanos’ conseguiram sua quinta quebra da partida e fecharam a parcial, garantindo a vitória e mantendo vivo o sonho do primeiro título do país na Copa Davis.

Continua após a publicidade

Publicidade